Entrevista – João Vaz

Partilhe

Começamos aqui uma série de entrevistas no mundo do SimRacing em Portugal, e o primeiro entrevistado é o João Vaz.

Como primeiro convidado para uma entrevista temos João Vaz, corre no campeonato iRacing World Championship Grand Prix Series, campeonato no simulador iRacing e que usa o McLaren de Formula 1, o modelo MP4-30. Neste campeonato participam alguns dos melhores simracers do mundo. Já tivemos mais Portugueses a competir neste campeonato, mas este ano o único a marcar presença é o João Vaz.

Para se ter uma ideia da importância deste campeonato e o porque dos melhores simracers do mundo quererem participar, o total de prémios é superior a $15,000, tendo o campeão de 2016 ganho $10,000.

 

eSimRacing: Boas João, podias fazer uma pequena apresentação tua?

João Vaz: Tenho 39 anos, nasci e sempre vivi no Porto, sou economista de profissão e trabalho na gestão de empresas no sector imobiliário de retalho. Tenho como hobbies principais, o sim-racing, o golf e a musica.

 

eSimRacing: Estás há quanto tempo no simracing? e por onde começaste?

João Vaz: Estou há 25 anos no sim-racing e comecei desde a altura em que os primeiros jogos começaram a aparecer – lembro-me do F1 da accolade, em que ainda jogávamos de teclado (hehehe).

 

eSimRacing: Quais os simuladores que já usaste?

João Vaz: Os principais foram os da Papyrus (David Kaemmer), com os títulos da Nascar, passando também pelos simuladores da SimBin (GTR e GTR2) e finalmente no iRacing, que origina também dos títulos da Papyrus, do mesmo autor.

 

eSimRacing: Qual o material de simracing que usas? (Volante, cockpit, outros)

João Vaz: Utilizo um volante da Fanatec (Clubsport Wheel com o Rim F1) e pedais da HPP (que é o patrocinador da equipa ondo corro (ORION RACE TEAM). Tenho também um cockpit da obutto (Revolution) e jogo com 3 monitores. No entanto, não sou mais rápido do que o tempo em que pilotava com um G25 (cujos pedais ainda hoje utilizo ocasionalmente) e com 1 monitor – não foi há tanto tempo assim.

 

eSimRacing: Estás a participar no campeonato do mundo de F1 no iRacing, quantas horas é que treinas para cada corrida aproximadamente? Treinas sozinho ou existe dias marcados para treinar em equipa?

João Vaz: Entre 5 a 10 horas, tudo depende do nível de trabalho que o setup necessita e dos tempos que estou a atingir, comparativamente com os meus companheiros de equipa.

Não temos agenda definida para treinar, mas numa fase inicial treino sempre sozinho para apanhar o ritmo e depois quando quero aperfeiçoar, procuro sempre ir para a pista com os meus colegas de equipa e às vezes com colegas de equipas adversárias em treinos livres só para comparar tempos. Temos normalmente o grupo de pilotos disponível num chat e a partir daí organizamo-nos.

 

eSimRacing: Já estão realizadas 4 provas do campeonato, e as duas ultimas não correram pelo melhor e neste momento estás em 23º lugar no campeonato, podes fazer um pequeno resumo do campeonato até agora.

João Vaz: Desde que passamos para o MP4-30 tenho sentido imensas dificuldades em atingir um andamento superior. De facto, não acertei ainda com o setup que serve o meu estilo de condução (muito pouco agarrado ao volante e muito mais ao acelerador para rodar o carro) e tenho uma tendência para sobreaquecer os pneus traseiros, o que me faz perder muito tempo em pista. Neste carro, os pneus são o factor fundamental e não perdoam um estilo de condução mais agressivo, pois sobreaquecem muito rapidamente, perdendo muita aderência, ainda que nem derrapemos muito.

O campeonato até aqui de facto não tem corrido bem porquanto não ter conseguido ainda realizar boas qualificações – que são o ponto de partida para um bom resultado em corrida, uma vez que é bastante difícil ultrapassar com estes carros, apesar do DRS.

 

eSimRacing: Qual vai ser o objectivo final para este campeonato?

João Vaz: O objectivo final para este campeonato é o de terminar o máximo de provas possível, sem cometer erros. Considero um bom resultado terminar o campeonato no top 15, mas para este nível de competição já seria bom assegurar lugar para o campeonato de 2018. Estive 1 ano fora do campeonato do mundo (2016) e acabei por perder o andamento para os meus principais rivais da pro-series de 2015 (em que ganhei 2 provas), agravado ainda pelo facto de termos trocado de carro (FW31 para o MP4-30). Tem sido uma luta muito grande para recuperar o andamento e neste momento estou mais lento do que muitos dos pilotos que batia naturalmente.

 

eSimRacing: O Formula1 e os formulas são os teus carros favoritos ou tens outro(s)?

João Vaz: Gosto de todos os carros e conduzo-os a todos. Não tenho tido oportunidade de competir com carros para além do F1 porque para ser rápido com este carro é preciso mesmo muito treino o que acaba por absorver todo o tempo que tenho disponível para o sim-racing.

De facto, o campeonato do mundo de Formula 1 do iR é onde os meus velhos rivais se encontram e é o campeonato que mais me motiva por ter um nível de competição muito desafiante.

 

eSimRacing: Que conselhos é que podes dar a quem quer chegar ao campeonato de F1 do iRacing

João Vaz: Chegar ao campeonato de F1 é um grande desafio, mas com paixão e talento é possível.

Dos pontos mais importantes destaco ter bons periféricos (volante, pedais, pc potente, monitores com o mínimo de latência possível), fazer o maior número possível de provas na ‘Grand Prix Series’ e ganha-las, tentar encontrar uma equipa que já esteja a competir no campeonato do mundo (se não for possível, entrar numa equipa boa ainda que não esteja no campeonato do mundo), estar muito atento ao forum e aos setups que se partilham, ler e perceber como afinar o carro e os periféricos (existe imensa informação no forum), mas apesar de tudo não há nada mais importante que o tempo em pista e isso só com paixão pela velocidade e pelo sim-racing – por isso, treinem muito, de preferência com outros colegas em pista para poderem comparar tempos.

 

eSimRacing: Mais projectos para o futuro no simracing.

João Vaz: Cada vez mais rápido e cada vez menos erros por corrida. Enquanto o tempo me permitir ser competitivo, é um hobbie que nunca vou abandonar!

 

eSimRacing: Como vez o panorama do SimRacing em Portugal?

João Vaz: Vejo-o a crescer, o que me agrada muito! Gostava de facto de ver mais portugueses no topo e estou à inteira disposição para ajudar quem quiser lá chegar.

 

Resta-nos agradecer a disponibilidade do João Vaz e desejar o maior sucesso.

 

Deixe uma resposta